NTE-Tucuruí promove curso de Geogebra para professores de matemática

02/12/2014

cursogeogebra

Desde o dia 18/10, o multiplicador do Núcleo de Tecnologia Educacional de Tucuruí, prof. Claudio Fernandes, em parceria com a Coordenação Matemática da SEMEC, vem ministrando mensalmente o curso de Geogebra com o intuito de promover o aplicativo no cotidiano e na prática pedagógica.

O curso está sendo realizado no laboratório de informática do NTE com o uso do sistema operacional Linux Educacional visando o desenho de pontos, vetores, segmentos, linhas e funções através deste programa dinâmico que possibilita também inserir equações e coordenadas diretamente nos gráficos.

A equipe do NTE-Tucuruí agradece a participação dos professores de matemática e espera que novos caminhos sejam descobertos aos desafios provocados pelo manejo e produção com as ferramentas da Geogebra.

Até o próximo encontro!


MEC premia 39 experiências pedagógicas de 18 estados e DF

28/11/2014

O Ministério da Educação divulgou nesta terça-feira, 25, a relação dos 39 professores da educação básica vencedores da oitava edição do Prêmio Professores do Brasil. As experiências pedagógicas desenvolvidas por eles em suas escolas foram selecionadas entre os 6.808 projetos inscritos por educadores de 824 municípios. Eles representam escolas de 18 estados e do Distrito Federal. A entrega do prêmio será em 11 de dezembro, em São Paulo.

A seleção de 2014 contempla professores das cinco regiões, sendo que a região Sul é a única que tem vencedores nos três estados; o Nordeste tem premiados de seis estados, o Norte de cinco, o Centro-Oeste, de três, e o Sudeste é representado por São Paulo e Minas Gerais. A região Norte teve sete experiências reconhecidas e as demais regiões, oito cada.

Quando o mapa do Brasil é visto por estado, São Paulo e Rio Grande do Sul aparecem com destaque quanto ao número de projetos vencedores: São Paulo tem seis e o Rio Grande do Sul, cinco. Na sequência, aparecem Tocantins, Goiás e Mato Grosso do Sul com três vencedores por estado.

Interior – A maior parte dos professores premiados representa pequenas e médias cidades e o interior do Brasil. O município de Ivoti (RS), por exemplo, 19,8 mil habitantes, está no Prêmio Professores do Brasil com duas experiências – da professora Denise Terezinha Brandão Kern, vencedora na categoria temas livres com o projeto Aprendendo a Poupar, desenvolvido com estudantes dos anos finais do ensino fundamental, e Roberta Konrath Schallenberger, na categoria temas específicos, com o projeto Dando um Destino Certo.

Na região Norte, o município Presidente Médici (RO), com 22,7 mil habitantes, localizado a 346 quilômetros da capital, está no prêmio com a professora Lucimara Lopes França, que desenvolveu o projeto Carta para você, com alunos dos anos iniciais do ensino fundamental.

No outro extremo está São Paulo, 11,8 milhões de habitantes, onde o vencedor é o professor Anderson Luiz dos Santos, categoria temas livres, com a experiência Estudo da Realidade Local – ações e perspectivas: o contexto sociocultural do entorno da Escola Municipal Benedito Calixto. O trabalho de Anderson foi com estudantes dos anos finais do ensino fundamental.

Categorias – Nesta edição, concorreram trabalhos de duas categorias. A categoria temas livres foi dividida em quatro subcategorias – educação infantil, anos iniciais do ensino fundamental, anos finais do ensino fundamental e ensino médio; a categoria temas específicos também contou com quatro subcategorias – ciências para os anos iniciais do ensino fundamental, alfabetização nos anos iniciais do ensino fundamental, educação integral e integrada, e educação digital articulada ao desenvolvimento do currículo.

Cada educador, independente da categoria, receberá um prêmio de R$ 6 mil em dinheiro, troféu e certificado. Os primeiros colocados nas quatro subcategorias de temas livres e nas quatro de temas específicos – ao todo, oito experiências – receberão um adicional de R$ 5 mil. Os vencedores do prêmio extra serão conhecidos dia 11 de dezembro, durante a cerimônia, em São Paulo.

Confira a relação dos 39 vencedores, os projetos e os estados que eles representam no Edital nº 2/2014, publicado nesta terça-feira, 25, no Diário Oficial da União, seção 3, páginas 61 e 62

Ionice Lorenzoni

fonte: portal.mec.gov.br


Escola de Bragança é finalista no 14º Premio Escola Voluntária

17/11/2014
Pela primeira vez uma escola do Pará, não só teve um representante no Prêmio Escola Voluntária, como agora está concorrendo na fase final. 
 
Para nossa grata satisfação, a escola da rede estadual do município de Bragança, a Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Rio Caeté é finalista do Prêmio com o projeto “Aluno Repórter – A Imprensa na Escola: Rádio e TV”, coordenado pelo Prof. Roberto Amorim. 
 
Ouça a reportagem finalista no dia 19 no www.escolavoluntaria.com.br
Pelo mesmo site é possível ouvir as reportagens das outras escolas. Lá você encontra o calendário

Assessoria de Comunicação Social 
Secretaria de Estado de Educação (SEDUC)

Carta do Secretário de Educação

16/10/2014

A Secretaria de Estado (Seduc) e as Secretarias Municipais de Educação (Semeds) realizam, no mês de novembro, o exame do Sistema Paraense de Avaliação Educacional (SisPAE) – Edição 2014. Trata-se de processo de avaliação em larga escala, que mede a proficiência, identificando, através de padrões de desempenho, o desenvolvimento cognitivo dos estudantes.

Iniciam-se, neste mês de outubro, as etapas de divulgação, mobilização e treinamento dos profissionais. Em novembro ocorrerá a distribuição do material nos Municípios e aplicação dos instrumentos de avaliação nas escolas. Os testes de Português e Matemática estão agendados para os dias 26 e 27/11/2014, de forma simultânea em todo o Estado. No site da Seduc, gestores, professores, alunos, famílias e todos os envolvidos na educação, podem acompanhar as ações do SisPAE 2014 e obter informações mais detalhadas no Portal da Seduc (www.seduc.pa.gov.br). Uma equipe de professores elabora simulado que pode ser utilizado pelas escolas para que os alunos previamente conheçam o formato da avaliação.

O SisPAE avalia a aprendizagem, propõe reflexões e análises pedagógicas dos indicadores e resultados, e referenda políticas de educação e ações focadas na melhoria do desempenho dos estudantes do Ensino Fundamental e Médio. A metodologia do Sistema contribui ao “relacionar o desempenho com o contexto sociocultural dos alunos e educadores ao caracterizar a educação paraense, atribuindo-lhe identidades no currículo, nos planos escolares e de gestão”.

Com a Edição 2014 do Sispae, a Seduc reafirma o compromisso de produzir informações que orientem processos de decisão, num acompanhamento sistemático de ações por uma educação pública de qualidade no Estado. Os Municípios contam com apoio técnico da Seduc na aplicação dos testes e questionários e no Portal SisPAE tem informações para entender melhor o que é o SisPAE, a quem ele atende, como funciona e de que forma a participação de professores, alunos e familiares contribui para o ensino público no Pará.

A Seduc preparou manual com a metodologia do SisPAE, que será apresentado nos treinamentos dos profissionais da rede pública de ensino e será disponibilizado no Portal da Seduc (www.seduc.pa.gov.br). para todos, gestores estaduais e municipais, a fim de orientar a organização da logística e a aplicação dos instrumentos de avaliação. A mobilização para uma participação efetiva no SisPAE das escolas é responsabilidade de todos os parceiros: Secretarias Estaduais e Municipais, Associações, Consórcios, a UNDIME, as empresas parceiras, os comitês do Pacto pela Educação, Igrejas, a sociedade em geral.

A participação de todos é estratégica para uma educação de qualidade no Pará.

José Seixas Lourenço
Secretário de Estado de Educação do Pará


Dia do Professor

14/10/2014

professor


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 172 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: